Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

...

05.02.16

Porque será tão difícil por vezes determinar um percurso a seguir? Creio que a natureza encerra um subtil magnetismo que, se inconscientemente nos rendermos a ele, dará um rumo aos nossos passos. Não nos é indiferente a direcção que seguimos. Existe um caminho certo; mas somos demasiado propensos, por estupidez ou distracção, a seguir o caminho errado. De bom grado seguiríamos um caminho que nunca antes percorrêramos neste mundo, um perfeito símbolo do percurso que nos aprazeria percorrer num mundo ideal e interior; e, por vezes, é-nos sem dúvida difícil escolher um rumo, uma vez que ainda não temos dele uma noção clara.

Henry David Thoreau, Caminhada

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

05.02.16

"A palavra [vila] deriva do termo latino villa, que se combinou com via, «caminho», ou, num tempo mais antigo, com as palavras ved e vella, que Varrão diz derivarem de veho, «transportar», pois a villa era o local para onde tudo se levava e do qual tudo se trazia. Daqueles que se dedicavam ao transporte de animais se dizia vellaturam facere. Daqui deriva também a palavra latina vilis e a actual «vil», e também «vilão», o que indica bem a que tipo de degenerescência se sujeitam os habitantes das vilas. Sem nunca viajarem, fatigam-nos os périplos dos viajantes que chegam e partem, atravessando a vila."

Henry David Thoreau, Caminhada

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

05.02.16

Hoje em dia, quase todos os supostos progressos do homem, tais como a construção de casas, a desflorestação e o abate de grandes árvores, deformam simplesmente a paisagem e tornam-na cada vez mais insípida e vulgar. Quem dera houvesse um povo que queimasse as vedações e que conservasse intacta a floresta!

Henry David Thoreau, Caminhada

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

05.02.16

As mãos calejadas do homem do campo conhecem melhor do que os lânguidos de um ocioso, os requintados tecidos do amor-próprio e do heroísmo, cujo toque arrebata o coração. É mero sentimentalismo o que quem dorme de dia e se pensa alvo e puro, avesso à experiência que tisna e caleja.

Henry David Thoreau, Caminhada

Autoria e outros dados (tags, etc)



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Mais sobre mim

foto do autor